Menu

Posts Destaques

13 fevereiro, 2018

RESENHA | SEJA MAIS PRODUTIVO, AGORA

Titulo:  SEJA MAIS PRODUTIVO, AGORA
Autor: ANA PRADO
Editora: ABRIL
Páginas: 189
Adquira aqui: 📚


Sinopse:

Você tem muitos planos, mas não consegue tirar nada do papel? Trabalha e trabalha, mas não se sente produtivo? Acredita que todo mundo está caminhando em alguma direção, menos você? Este livro reúne - e testa na prática - as maiores dicas científicas sobre produtividade para que você também consiga lidar melhor com o seu tempo.
Quem nunca se frustrou depois de fazer uma análise do dia e reparar que que não foi tão produtivo quanto gostaria? Quem nunca se viu diante de um montão de coisas para fazer e sem saber por onde começar? O que dizer daquele momento em que surgem atividade inesperadas em momentos em que estamos cansados e exaustos, ou ainda daquela hora em que ligamos o notebook para trabalharmos, mas que passados 5 horas, descobrimos que não fizemos nada além de ficar rolando os posts na timeline do facebook?
!
Estudos realizados “(...) nos Estados Unidos mostram que entre 80% e 95 % dos estudantes universitários procrastinam, sendo que 75% se consideram procrastinadores e quase 50% dizem fazer isso consistentemente e problematicamente. Eles dizem, ainda que a procrastinação geralmente ocupa mais de um terço das suas atividades diárias e geralmente envolvem dormir, jogar algum jogo ou ver TV”.
Além de ser endêmica durante a faculdade, a procrastinação é comum entre a população geral, afetando cronicamente, entre 15% e 20% dos adultos(...)”
- SEJA MAIS PRODUTIVO, AGORA, p.81
Um dos grandes vilões da improdutividade é a procrastinação. Algo que normalmente eu defino como a arte de adiar as atividades mais importantes que temos para fazer, em detrimento de outras que nos proporcionam prazer imediato. E com base na pesquisa acima, é possível notar a necessidade e importância da obra SEJA MAIS PRODUTIVO, AGORA.

Ana Prado é jornalista formada pela USP, e escreve para a SUPER, para além de criadora e autora do blog Como as Pessoas Funcionam. Nessa obra ela trouxe para mim tudo aquilo que não pude encontrar na obra O Poder da Ação do PhD em Administração, Paulo Vieira. Na resenha do livro de Paulo Vieira, eu fiz uma pequena crítica. E ela consistia no fato de a obra ser muito complicada de se ler e ter um número muito grande de página, levando em consideração a proposta do livro: ajudar pessoas a tirarem as suas vidas do papel! Critiquei também a maneira enrolada da escrita. Em contrapartida, eu disse que o livro era legal, as ideias são maravilhosas, mas que apenas o Paulo Vieira não soube transmitir sua mensagem. E recentemente, achei mais duas pessoas no SKOOB que partilham do mesmo ponto de viste que eu.

Felizmente, esse problema não acontece na obra de Ana Prado. Como jornalista, soube de maneira direta, profunda, e às vezes com um leve senso de humor, levar toda a informação aos leitores de maneira a que eles pudessem achar a maneira ou o caminho para acabarem com a improdutividade e serem mais produtivos em seus afazeres. Ana desmistifica um monte de ideias que aprendemos sobre o que é produtividade. Às vezes nos enganamos achando que ser produtivo é FAZER MIL coisas ao mesmo tempo, ledo engano! Produtividade nada tem a ver com a quantidade de coisas que fazemos. Com base em pesquisas feitas em várias partes do mundo e por grandes profissionais da área, Ana consegue provar ou apoiar seus argumentos. O livro ensina a como podemos acabar com a procrastinação, como mudar os hábitos, como usar a tecnologia a nosso favor dominando-a ao invés de sermos dominados por ela, como planejar as nossas atividades e etc. Há ainda um capítulo dedicado às ferramentas gratuitas que podem nos auxiliar a sermos mais organizados e produtivos.

A obra fala sobre técnicas de organização e produtividade, bem como recentes pesquisas científicas. Aborda ainda questões sobre como eliminar hábitos destrutivos, e ajuda a como executar cada tarefa e quando fazer cada uma delas. Para a autora, as atividades ou tarefas estão divididas em 3 categorias, importantes, urgentes e circunstanciais. Circunstancial (ou administrativas) são as atividades que não são nem urgentes nem importantes. Elas podem tomar nosso tempo, porém, não geram benefícios. Importante é aquele que tem um prazo para ser realizado e que necessariamente trará resultados, seja a curto,médio, ou longo prazo. E esses resultados são relacionados a coisas que são fundamentais para cada pessoa. Já a Urgente é aquilo com prazo apertadíssimo. Ou seja, o que deve ser feito imediatamente. Ignorar estas divisões básicas e simples resulta em confusão, estresse e inversão de prioridades.

Após a leitura tomei uma decisão: parar com a maninha de ser um multitasking (multitarefa), pois, isso não é ser produtivo de jeito nenhum! Apenas não curti uma parte do livro. A seção 3 intitulada O SEGREDO DO FOCO. Nesta parte da obra, a autora enfatiza bastante o ato de praticar a meditação, sim, aquela lá do budismo. Ela até menciona que praticou em um momento de sua vida quando se encontrava muito estressada. Esta parte pode ser interessante para quem ama o budismo ou as meditações transcendentais. Mas como já estudei muito sobre o budismo, sei que esse tipo de atividade não cumpri com o que promete. Nem na Bíblia encontro base para tal crença.

Concluindo posso dizer que o livro cumpriu com o que prometeu, pelo menos para mim. Leitura super fácil de fazer. Ela soube selecionar as pesquisas que realmente necessitavam fazer parte dessa obra, tornando-a mais simples sem ao menos comprometer a profundidade do assunto. Ótima opção para quem quer criar novos hábitos, e ser mais organizado e… produtivo do jeito certo.

Seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário