Menu

Posts Destaques

09 junho, 2017

POR QUE AS IGREJAS NA ÁFRICA CRESCEM TANTO?


Aquele seria meu primeiro sermão em uma igreja brasileira. Como faria qualquer pregador comprometido, cheguei cedo, e estava super ansioso para compartir a palavra de Deus com os irmãos brasileiros. Enquanto aguardava a hora, resolvi dobrar os joelhos para orar, afinal de contas, nunca é de mais!

Orei por cerca de 10 minutos dentro daquela congregação charmosa e rara, para um jovem que havia acabado de chegar da África, onde a maioria das igrejas nem se quer têm acentos decentes ou mesmo paredes! Minutos depois, o sonoplasta ligou o som, e começou tocando musicas do cd Adoradores 1, enquanto três jovens acompanhavam o playback tentando animar as poucas pessoas que estavam na igreja, que pareciam  que não desejavam cantar nem um pouco! Isso me pareceu estranho, porque em Angola, o povo canta até a voz ficar roca. Leia: Sábado em Angola é Assim.

Após mais ou menos três hinos, o ancião me fez um sinal, tentando me lembrar de que agora era a minha vez. Ou melhor, chegara o momento de compartilhar a mensagem com os irmãos presentes. Levantei-me, peguei minha bíblia, mas ao invés de dirigir-me ao púlpito, caminhei em direção do
Minha última viagem missionária em Angola,Pregando no evangelismo na Província do Zaire 
ancião que me dera o sinal, e lhe disse que seria melhor esperarmos mais algumas pessoas chegarem à igreja, para que ninguém perdesse a mensagem especial da bíblia que eu pretendia apresentar naquela noite. Com um sorriso sarcástico, o ancião olhou para mim e disse: “Irmão Tomé, nossa igreja não é como lá na África, aqui o número de membros é reduzido, e todas as ovelhas que temos já estão presentes!”.

Entendi após aquelas palavras que, estava agora diante de uma nova realidade. Habituado com igrejas de 800 a 1000 membros, (lembrando que esses números não são de igrejas centrais, mas sim de igrejas normal de bairro. Ou seja, o número médio para cada igreja de um  distrito). Eu estava agora começando a enfrentar uma nova realidade. Havia naquela igreja cerca de 50 ou 60 membros, mas como minha mente estava ainda formata da para a realidade da África e em particular Angolana, achei um numero muito reduzido . 

Hoje, já consigo entender que estou em outro mundo. Diferente do meu, as pessoa aqui têm menos interesses para com o que é santo e sagrado. Algumas pessoas costumam me perguntar qual a razão de as igrejas na África serem tão cheias? A resposta é simples:

Primeiro, os problemas sociais enfrentados na maioria dos países africanos. Há, nesses lugares, pessoas que não conhecem mais nada além do sofrimento e desgraça. A estas pessoas, a mensagem de um Cristo que morreu por eles, e que voltará para lhes conceder uma nova vida onde o próprio Deus lhes... "enxugará dos olhos toda lágrima dos olhos, e não haverá mais pranto, nem morte nem dor porque essas coisas são passadas,"(ver Apocalipse 21:1-4) serve como balsamo, consolo e conforto. Segundo, o povo africano e em partícula os angolanos, são extremamente comprometidos com o evangelho. Eu louvo muito a Deus, pois tive o privilegio de nascer em um lugar menos desenvolvido, mas que em contrapartida, existem pessoas que têm coração humano, ou seja, pessoas que amam que sentem a dor do próximo, e que estão sempre dispostas a ajudar a qualquer um.

Meu ex grupo de missionários voluntários, trabalhando no Zaire,atras de nós uma igreja Adventista construída de metal
Se eu tivesse a oportunidade de escolher um país para nascer, mesmo com todas as dificuldades de meu país, eu escolheria ainda assim nascer em Angola. Pode parecer loucura, mas isso é verdade. Então, essa receptividade e amor do africano quebram barreiras e ajuda os irmãos a compartilharem a mensagem da breve volta de Jesus para todos.

O ultimo ponto tem a ver com o espírito missionário que parece ser natural do angolano! A maioria dos irmãos amam dar estudos bíblicos. Jovens são profundamente missionários. Durante toda a minha vida fui missionário. Antes mesmo de meu batismo, eu já dava estudos bíblicos e levava muitos ao batismo. Fiz várias viagens missionárias para alguns Estados que chamamos de províncias. O interessante em Angola é que os membros não dependem de pastores para evangelizarem. Cada membro tem um projeto missionário independente. 

Há membros, que como em todas as partes do mundo não têm interesse pela missão, mas o esforço humano da maioria, em conexão com o poder Divino, são os responsáveis do sucesso de conversões em massa na África. Com isso aprendi que cada lugar têm sua realidade, e que jamais devemos fazer comparação, ou determinar qual é o melhor! Até porque sabemos que no final das contas, só o REMANESCENTE SERÁ SALVO!

Cada membro deve ser um missionário. Você tem algum projeto missionário pessoal? Estás estudando a Bíblia com alguém? Não? E o que estás esperando?

Seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário